12 de jun de 2014

Poesia a quatro mãos e uma única inspiração - Miliane Tahira e Tassio Revelat



Ela: Amor, você é luz infinita, todo o seu VERSO(UNI) a minha existência plena...
Ele: Saborear o infinito de nosso amor nos faz cantar existências e dançar eternidades
Ela: Nossa existência é fruto de um abraço cósmico; nascemos por entre as estrelas, cometas e fomos mais um corpo de luz preenchido de infinito
Ele: Tecitura de olhares guardam segredos e mistérios do Além-mar
Ela: Ser, sendo...permane(ser), fazendo... minha, sua vida é semear, semente,colher -crescente fértil de poesias, dança,ideias e vida...
Ele:Desnudar a alma em versos, conectar estrelas e dimensões na superação de ilusões
Ela:Agradeço e presencio, todos os dias, a maior dádiva que é a nossa história, a permanência e tudo que vem dela
Ele: Ser...não-ser...Dia-noite...lampejos que desdobram mundos e muros
Ela:Nossos mundos, em expansão, se fortalecerão no espaço infinito de amar
Ele:Na poética do verdadeiro amor não há conclusões e sim percepções pintadas de eternidade...

Miliane Tahira e Tássio Revelat

Nota: Esse diálogo poético foi escrito sem que um visse o que o outro tinha escrito e sem definirem um tema, inclusive. Ao final, foi lido pelos dois e o resultado está aí...

Nenhum comentário:

Postar um comentário