11 de mai de 2011

Cordel de dança do ventre/ Recitado em palestra de Miliane Tahra no CEPA , por Antonio Carlos de Oliveira Barreto




Dizem que a dança do ventre
tem origem oriental
talvez do Antigo Egito
Para tornar-se atual
Além da coreografia 
é bastante sensual.

É também um ritual
De tradição milenar
Religioso e Sagrado
Para se ver e dançar
Que no mundo inteiro agora
Tornou-se bem popular.

A mulher pode mostrar
Toda criatividade
Não importa qual a cor
Religião ou idade:
O que importa é mostrar
Sua sensualidade.

Através da música árabe
Tem-se o fundo musical
Em que a bailarina dança
Sob um belo instrumental
Que um grupo executa
De uma forma magistral.

É também fundamental
Que haja integração
Entre bailarina, músico
E o povo em ação
Porque a Dança do Ventre
Requer muita atenção.

Haja improvisação
Na arte da bailarina
E pra isso é necessário
Treinamento e disciplina
Quando ela entra em cena
O seu corpo ilumina.

Haja muita adrenalina
E também força motriz
Que está direcionada
Sobretudo nos quadris.
Quando o ritual termina:
Todo mundo pede bis!

Quem entende sempre diz
Que todos os movimentos
Estão bem relacionados
Com os quatro elementos
ÁGUA, TERRA, FOGO E AR:
Elevando os sentimentos.

A TERRA é um elemento
De força e sustentação
Então deve a dançarina
Pisar bem firme no chão
Pra sentir a realidade
E dosar a emoção.

O elemento ÁGUA então
Tem que ser bem trabalhado
Pois o corpo humano tem
Muito líquido acumulado
E seu desequilíbrio
Causa apego exagerado.

O FOGO acumulado
Nunca pode está ausente
Se a fogueira apagar
O corpo fica doente
Então deve a bailarina
Se manter bem caliente!

Pra ser mais eficiente
Deve a musa atentar
Para todo benefício
Que proporciona o AR
elevando a intuição
Que nos põe a relaxar.

A mulher pode explorar
Sua criatividade
Expandindo a consciência
E a sensualidade
Pois ela já traz consigo
Dom e sensibilidade.

Tendo então habilidade
Deve a dançarina estar
Leve e solta no tablado
Para assim poder brilhar
Com o corpo, com a mente
Sobretudo com o olhar.

Não pense que é vulgar
Essa dança oriental
É uma dança valorosa
Muito mais que sensual
Além de ser terapêutica
É também transcedental.

Essa dança não faz mal
Ela nos traz benefícios
Ativa a circulação
Elimina certos vícios
Deixa o corpo renovado
E longe dos precipícios.

Já existem até indícios
De curas emocionais
Que afetam as mulheres
Com problemas hormonais
Além de outras vantagens
Que a dança do ventre traz.

Não queira ficar pra trás
Busque logo uma instrutora
E comece a praticar
Essa dança sedutora,
Atraente, sensual,
Genial e curadora.

E na hora da escolha
De uma mestra bailarina
Esteja bem informada
Se ela realmente ensina
A rigor, critério, arte,
Muito amor e disciplina.

Seja uma bailarina
Sem pensar no estrelismo
Mergulhe nessa aventura
Com humildade e dinamismo
Transmitindo essa arte
Nas ondas do altruísmo!

O exibicionismo
Deve ser eliminado
Porque a Dança do Ventre
É algo mais que sagrado
Que nas asas do mistério
deixa o corpo iluminado.!

Quem quiser ser informado
Com bastante consistência
Não deixe de pesquisar
Com afinco e consciência
Indo além do meu cordel
Com coragem e persistência.

Barreto pede licença
Para então finalizar
Esses versos de cordel
Com o fim de clarear
A Deusa Dança do Ventre:
Essa arte milenar!

Salvador, 05 de dezembro de 2008. Recentemente recitado no CEPA, em 06 de maio de 2011, durante a palestra de Miliane Tahira sobre a dança do ventre como recurso estruturante e inclusivo para pessoas deficientes.

Sobre o autor:

Antonio Carlos e Oliveira Barreto, natural de Santa Bárbara/Ba, reside em Salvador. Professor, poeta,cordelista, tem vários trabalhos publicados.

e-mail:acobar@bol.com.br 


 






Um comentário:

  1. Maravilha de cordel!
    Sou apaixonada pelas duas artes: dança do ventre e poesia de cordel.
    Como educadora aqui em Brasília, estou trabalhando cordel e dando aulas de dança do ventre em um projeto social na comunidade. Esse lindo cordel veio achalhar no dia de nossa apresentação. Fiz algumas adaptações, mas irei citar a maravilhosa fonte (inclusive no meu espaço em meu blog)
    Abraços e MUITO SUCESSO!

    ResponderExcluir