29 de abr de 2012

Escola e educação - conceitos e reflexões..

Escola e educação - conceitos e reflexões..




Para começar refletindo sobre para que serve a escola, penso na necessidade de começar refletindo conceitos como educação, sociedade e formação do cidadão...
Se compreendermos o conceito mais amplo de formação, entendendo esta como estruturação do indivíduo/ser social, percebemos que isso ultrapassa os muros da Escola, visto que o sujeito entra em um mundo já existente, um mundo de linguagem, onde aprende desde os primeiros instantes a se adaptar, a ser esperado, decifrado... esse sujeito vai se constituindo e se apropriando entre o processo de ser/vir a ser... isso acontece em casa, em sua comunidade, no processo de globalização, enfim, em todas as práticas interativas das quais faz parte e vai sequenciando sua formação de ser-no-mundo.
A escola surge como sistematização de conteúdos e pressupostos do que essa sociedade pensa ser imprenscindível na vida desse grupo social e sujeitos imersos nele. Existem mudanças de concepção no como didatizar esses conteúdos ou essas etapas preparatórias para que esse ser letrado possa estar mais bem preparado para a sua adaptação e aprendizagem do conteúdo essencial e civilizatório a que chamamos currículo, ou parãmetros curriculares.
O que é considerado essencial na educação é resultado da sua história, da sua contextualização. Por isso surgem as mudanças, também, calcadas nessas tranformações pelas quais dada sociedade passa, e o que se considera e relflete a cerca de.
Ou seja, a Escola é um recorte de um processo educacional que existe, independentemente dela, mas que é sistematizado em um espaço/tempo, necessário para que sejam assegurados saberes que a sociedade estabelece como imprescindíveis para seu aspecto civilizatório. Aqui não vai nenhuma campanha contra ou a favor desse sistema, mas uma reflexão para além dele.
Outro aspecto a se pensar é o de que a família não dá conta da especificidade que a Escola pretende assegurar e esta entra como uma Instituição também com esse objetivo de complementariedade.
Socialmente falando, a Instituição Escolar cumpre um papel de representação do saber e propagação deste, portanto, o saber popular, é apenas um pano de fundo, pois o saber legitimado é o propagado pelos estabelecimentos de ensino.
Essas reflexões visam pensar na responsabilidade da Escola para que a Educação não fique cindida entre o culto e o popular, que os saberes já estão postos no mundo e que há uma extrema responsabilidade social no trato desses saberes com o cidadão aprendente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário