21 de mai de 2012

Uma breve reflexão acerca do papel do educador no processo de aprendizagem de indivíduos inseridos em uma sociedade marcada pelas tecnologias de informação e comunicação




         O mundo está cada vez mais global, complexo e imprevisível, onde as novas tecnologias da informação e comunicação provocam mudanças nas práticas sociais e culturais. Por conseguinte, o papel do educador deve está alicerçado num conjunto sistêmico de competências e habilidades.
         Dentro desse contexto de rápidas e múltiplas mudanças- em algumas escolas dos EUA o facebook já faz parte do currículo - o professor precisa utilizar-se adequadamente as novas TIC´s, tendo em vista a construção de aulas mais contextualizadas e interativas. Mas de que forma essas novas tecnologias podem contribuir para o fortalecimento da prática docente? Como as TIC´s podem contribuir para a superação de uma cultura educacional baseada, em outros aspectos, na fragmentação e no conteudismo? A distribuição de Tabletes para os professores, conforme foi anunciado pelo Ministro Mercadante, é suficiente para assegurar a educação à melhoria de sua qualidade político-pedagógica?




         A produção em redes sociais, por exemplo, estimula nos educandos o desenvolvimento de certos valores, tais como: autonomia e cooperação, estes valores atitudinais  por seu turno são imprescindíveis no processo de construção de uma identidade global e na valorização das diferenças, além de favorecer o desenvolvimento de práticas inter e transdisciplinares.  Portanto, os educadores, conscientes do seu papel de professor-pesquisador, devem buscar se capacitar para melhor utilizar as TIC´s no processo educativo e compete ao Estado ampliar os cursos de capacitação.


Tássio Revelat ( Professor de História, poeta e Gestor Cultural)

Nenhum comentário:

Postar um comentário