13 de mar de 2013

Amada alma nua - poema de Miliane Tahira

Amada alma nua
Minha alma anda nua
Momento de reconhecimento de suas vestes
Minha alma anda nua
Movimento inconstante de recolher
Minha alma anda nua
Pulsante instante de ser
Minha alma anda nua
Resgate incessante ao alcance
Minha alma anda nua...
e nessa nudez reconheço algo perene
Que não são roupas, coisas
Nem adereços e pêlos
Na minha insensata e necessária nudez
Reconheço você
Miliane Tahira

Nenhum comentário:

Postar um comentário