22 de mar de 2013

VIA - Vivências Ipitanguenses de Arte Educação








O Colóquio intitulado o “Poder Transformador da Palavra: De Castro Alves à Poesia Ipitamguense” foi realizado com sucesso e marcou a jornada Pedagógica do Curso de Pedadogia do PUSAI/UNEB. O evento possibilitou um conjunto de reflexões sobre importantes temas, tais como: a importância da leitura e da poesia, a cultura da paz, ancestralidade local e a valorização do nosso patrimônio cultural, histórico e natural.
Depois da abertura oficial feita por Maria Helena, coordenadora geral da UNEB, e do discurso emocionante da Secretaria de Cultura e Turismo Márcia Tude, a programação cultural realizada no auditório do PUSAI foi iniciada com a rica palestra sobre a “Pedagogia do Ser” ministrada por Dulce Moreira Sampaio, Mestra em Desenvolvimento Humano e Responsabilidade Social. Em seguida, tivemos ricas exposições orais sobre a memória local e a poesia ipitanguense, onde contamos com a participação de ilustres personalidades locais, tais como: Coriolano de Oliveira Filho, Tina Tude e Gildásio Freitas.
A programação da tarde foi marcada pela realização de danças circulares com ênfase na tradição indígena. Essa atividade foi coordenada pela professora ALBA, que leciona na UNEB, contagiando todos os presentes. Tivemos ainda a tão esperada palestra do escritor Carlos Alberto Barreto na qual a poética de Castro Alves foi abordada. O evento foi encerrado com um grande Sarau Lítero-Musical onde tivemos a participação dos poetas: José da Boa Morte, Barreto, Tássio Revelat, Jaldo Lopes, Tina Tude. Renata Biba, Veras Passos, Rosana Paulo, Gil, Giza e vários outros.
A programação contou também com uma exposição de livros organizada pelo grupo cultural Artpoesia. Além disso, 15 belos painéis sobre a memória de Santo Amaro de Ipitanga e uma exposição original de telas da artista Debora Fontes contribuíram para enriquecer ainda mais o evento.
Participaram dessa ação sócio-educativa professores da Rede Municipal de Ensino e alunos do Curso de Pedagogia do Pusai. Autoridades como Rui Pontes ( LFTV) , Marivaldo Paixão ( Membro da Academia de Letras e Artes de Lauro de Freitas) e Ricardo Vieira ( Amostra Cutlural) registraram presença.
Esse colóquio marca o início da implementação do VIA -Vivências Ipitanguenses de Arte-educação- cujo objetivo primordial é promover a cultura da paz e o resgate das matrizes históricas, culturais e identitárias de Santo Amaro de Ipitanga, antigo nome de Lauro de Freitas. O projeto, idealizado pelo Historiador Tássio Revelat, é fruto de uma parceria entre a UNEB/PUSAI e a Secretaria de Cultura ( SECULT). Algumas ações caracterizam o projeto, tais como: produção de documentários, exposições fotográficas, criação de roteiros turísticos, oficinas de empreendedorismo, caminhadas e um festival de ciência, cultura e arte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário