15 de nov de 2016

Música das Esferas


Se ficarmos parados num local com menor índice de ruído possível, escutaremos um som contínuo existente dentro de nós. Esse som representa a soma das frequência diversas que portamos. Podemos chamar esse tom de nota resultante.
No planisfério há também a nota resultante do planeta, de cada sistema solar e do universo.
Por comparação, podemos afirmar que a nota do universo, ou nota musical resultante das sinfonias cósmicas, pode ser representada, na produção da voz humana pela silaba OMN, praticada milenarmente pelos orientais praticantes do yoga, como sistema/modelo sonoro eleito ara expressar a busca de sintonia com essa música cósmica. Buscar afinação e equilíbrio. Há algo curioso: os indivíduos que praticam meditação transcendental com esse princípio adoecem menos. Há pessoas que defendem religiosamente a prática como milagrosa. Mas quando fazemos isso ocupamos nossa cabeça com som e por isso ficamos sem tempo de adoecer ou se preocupar com ou alguma coisa. Por isso, vale, investirmos em gerar um reflexo condicionado para relax, para o tempo, aparentemente, "do nada". Esse é outro aspecto derivado do item música e astronomia.
Tudo passa ser muito interessante e em alguns momentos uma grande viagem, um desafio de ultrapassagens às correntes inexoravelmente cartesianas.
É possível gerar som & saúde a partir das músicas das esferas.
Abraços com sinfonias de som e luz


Prof. e Maestro Givanildo Amâncio.
http://musicaeastronomia.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário