17 de jun de 2013

Lembranças dos meus avós 2.

Poesia de Iuri Vieira em homenagem a Edith Tolentino de Sousa Vieira:

Do Guaporé ao Tinguí
Conhecem nossa Didi
“Floripa” se Despediu,
Pois foi desbravar o Brasil

Não existe mãe mais protetora;
Avó mais preocupada;
Esposa “Bodas de Diamante”;
Amiga mais solidária.

“Óh meu Deus do céu” nos explique
Como nutri nossa enfermeira
Esta memória “formidável”
Que lembra da vida inteira

No seu dia-a-dia fazendo
As belas palavras cruzadas
Em “Folhas de chá” de erva doce
É longa a sua jornada
(Em “Folhas de chá” de erva doce
É linda a sua jornada).

Nenhum comentário:

Postar um comentário