10 de set de 2013

O que está fora, está dentro


O que está fora, está dentro. 
Esse princípio gestáltico demonstra algo inexorável, em que o eu, ou o você não encontram-se separados do nós.
O individuo é o sistema. 
O micro é o macro.
Essa ideia de separação é ilusória. Somos microuniversos, microsistemas e dentro de nós nosso micro é uma imensidão.... 
Portanto não aponte o dedo para fora sem, antes, apontar para dentro... quando estiver indignado com a corrupção pergunte-se: em que estou me corrompendo?? Quando estiver chateado com a vaidade ou prepotência pergunte-se: em que medida incomodar-me com a vaidade e prepotência do outro aponta para meu próprio orgulho ferido?
Normalmente esses sentimentos de angústia, inquietação, chateação são nossas sombras projetadas. Esses sentimentos precisam ser retornados para nosso eu - instância ilusória, para só assim, ser iluminado e projetado como luz.
Daí o mundo muda, porque nós mudamos...
O que está fora... está dentro...
e caminhemos..
Miliane Tahira

Nenhum comentário:

Postar um comentário