21 de mai de 2014

Prisão de alma - poema filosófico de Miliane Tahira

A prisão da alma muitas vezes está numa ilusão que criamos de pertencimento... 
em realidade esse pertencimento pode estar relacionado a coisas concretas ou abstratas como sentimentos que criamos para nos aconchegarmos em roupas quentinhas, mas que nunca iremos vestir... Nossa real roupa é a nudez e só quando alcançamos a capacidade de nos despir é que nos vestimos com roupas que de fato caibam na nossa pele, sem a ilusão buscada pela nossa alma para preencher um vazio, por não conhecermos a nós mesmos e nossa essência luminosa..

Nosso verdadeiro pertence é a liberdade 
Nossa verdadeira veste é a nudez
Nossa verdadeira vida é o sempre
Nosso verdadeiro amor é comunhão...

Miliane Tahira


Nenhum comentário:

Postar um comentário